Congresso
Vocę Participaria de um Congresso Bíblico?
Sim
Năo
Ver Resultados

Partilhe esta Página



Total de visitas: 38279
A unidade dos filhos de Deus
A unidade dos filhos de Deus

A unidade dos filhos de Deus

 

Numa época em que se fala muito de unidade, é necessário considerar com cuidado o que a esse respeito diz a Bíblia, a Palavra de Deus. Primeiramente, vejamos o que ela não diz. Não se pede aos "filhos de Deus" para empreender diálogo com os "filhos do diabo" e menos ainda de se unir com eles. Afirma expressamente o contrário: "Que comunhão [tem a] luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? .. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor" (2 Coríntios 6: 14-17). Há, pois, uma separação necessária, indispensável, entre os "filhos de Deus" e aqueles que não são.

Não esqueçamos que a primeira mulher, Eva, empre­endeu diálogo com o diabo. Qual foi o resultado? Foi enganada, desobedeceu a Deus, arrastando o seu marido e toda a sua descendência na desobediência, no pecado e na morte. Há, pois, diálogos perigosos.

O que diz a Sagrada Escritura a respeito da unidade" dos filhos de Deus "? Primeiro, leiamos uma passagem em João 11:51-52: "... que Jesus estava para morrer. .. para reunir em um só corpo os filhos de Deus, que andam dispersos" . Segundo este texto, a morte de Cristo resultou na união de todos os filhos de Deus em um só corpo. Isto é, pois, um ato consumado. Desde a morte e a ressurreição do Senhor Jesus, todos os "filhos de Deus" - a saber, todos aqueles que receberam Jesus Cristo como seu Salvador pessoal e como Senhor e Soberano de sua vida, os quais são nascidos de novo, nascidos de Deus, selados com o Espírito Santo da promessa (veja João 3:3,7; 1 João 5: 1; Efésios 1: 13) - formam um só corpo, do qual Cristo, no céu, é a cabeça glorificada. Todos os que estão "em Cristo" são membros deste Corpo. Estão indissoluvelmente unidos uns aos outros e à Cabeça (Cristo) no céu, desde agora e para toda a eternidade. Esta unidade dos "filhos de Deus" não deve ser e efetuada, pois já está feita. A oração de Jesus (proferida antes da sua morte na cruz) "que todos sejam um ... " (João 17:21-22), é agora uma petição plenamente outorgada, visto que Cristo esteve morto e ressuscitou. A Deus seja a glória!

Neste vocábulo, todos ("que todos sejam um... "), a Igreja primitiva não incluiu senão aqueles que, mediante o chamado de Jesus Cristo, crêem nEle e se separam do mundo, do mal e do erro, unindo-se aos outros filhos de Deus. Este vocábulo tão pequeno - todos - só diz respeito aos verdadeiros cristãos, aos que têm recebido a nova vida, a vida divina, por meio da regeneração.

A unidade dos "filhos de Deus" é, portanto, uma unidade orgânica semelhante à de um organismo vivo, unidade esta vital realizada pela própria vida espiritual que se encontra em cada membro.

Se lermos agora Efésios 4:4-6, encontraremos, enumerados, os sete pilares da unidade cristã:

"Um corpo e um Espírito... uma só esperança... um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos”. Aqui não se trata de outros além dos "filhos de Deus": Deus é o Pai deles.

São conduzidos pelo Espírito de Deus, pois, "em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres" (1 Coríntios 12:13). Têm um só Senhor, Jesus Cristo, e vivem segundo a esperança de Sua vinda e da glória que deve Lhe seguir. Os "filhos de Deus" não têm, pois, que criar a unidade do corpo, nem realizá-la, nem inclusive conservá­-la. Esta já existe. Está consumada! Pelo contrário, devem aplicar-se a "preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz" (Efésios 4:3).

Cremos que o retomo de Jesus Cristo está muito próximo! Se essa subida ao céu (que será mais repentina e mais rápida que a de um foguete no espaço) acontecesse hoje ou amanhã, você faria parte dela, você seria arrebatado, querido leitor? Você está preparado?

"Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo. Amados, agora, somos filhos de Deus" (1 João 3:1-2).

Filhos de Deus: atentemos para esta nossa preciosa unidade!

 

Le Solut de Dieu

 

Manejando Bem a Palavra da Verdade