Revista Leituras Cristãs

Conteúdo cristão para edificação

Faze-me Ouvir a Tua Voz

“Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face graciosa.” (Cantares 2:14)

Estivemos muito atarefados nas últimas semanas? Pensamos ter as coisas mais ou menos sob controle; mas, de repente, surge uma doença na família; há problemas inesperados na profissão que exigem toda nossa energia…

Nossa agenda ficou desorganizada, não encontramos mais nenhuma folga para um momento de tranquilidade; visitas precisam ser adiadas; cartas permanecem sem resposta. Muita coisa fica acumulada.

Nós já não temos o revigoramento necessário por meio de um sono suficiente, às vezes acordamos muito cedo de manhã e não conseguimos adormecer novamente…

Quem não conhece tais situações por experiência própria!

Na verdade, estamos dispostos para aceitar tudo das mãos do Senhor, mas o que mais nos maltrata é que nos sentimos espiritualmente extenuados.

Buscamos a comunhão com o Senhor, mas não temos muito êxito. E quando nos reunimos com os irmãos na fé para anunciar a morte do Senhor, não há realmente uma participação interior; não, nossos corações permanecem frios. Sobra pouco para o Senhor.

O que fizemos de errado? Aonde nos encontramos na realidade?

Será que também não nos recolhemos, como a noiva de Cantares, nas fendas das penhas, no oculto das ladeiras?

Sem que quiséssemos, nos colocamos numa certa isolação. Nós nos escondemos das dificuldades, e também nos sentimos mais seguros assim.

Mas, nesta situação, ouvimos alguém nos dizer:

“Mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz”.

Há alguém que espera, há bastante tempo, que você abandone o teu esconderijo. Alguém que espera para te ver. Alguém que deseja se alegrar em ti.

A expressão “face”, também pode ser traduzida por “feição”. O Senhor deseja participar do teu estado. Ele deseja ver em teu rosto como você se sente. E não é apenas isso.

  • Ele te ama.
  • Ele almeja por ti.
  • Ele pode ler a aflição em teus olhos.
  • Ele deseja falar com você sobre Seus planos.
  • Ele procura alguém com quem possa ter comunhão.
  • Ele deseja te ver feliz e compartilhar dessa alegria com você.

“Faze-me ouvir a tua voz.”

Ele espera que você Lhe diga tudo. Abra o teu coração mais uma vez em oração. Talvez você esteja decepcionado com algumas pessoas, até mesmo com aquelas que você considerava seus amigos.

Ou você está decepcionado até mesmo contigo? Conte para o Senhor. Você pensa: ‘Mas Ele sabe tudo!’. Sim, mas Ele deseja ouvir isso da tua boca. Ele gostaria de ouvir a tua voz, somente isso já O alegra; tua voz significa muito para Ele. Ela é doce para o Senhor.

E se você derramou assim o teu coração diante dEle, então diga-Lhe também o que Ele significa para você. Agradeça-Lhe mais uma vez pelas muitas provas do Seu amor em tua vida, e, antes de tudo, por Ele, em Seu ilimitado amor, ter entrado na morte por você.

Imaginemos um apaixonado casal de noivos, que aproveita cada momento para estarem juntos.

A Palavra de Deus usa essa figura para nos fazer entender o quanto o Senhor Jesus ama a Sua noiva, sim, como Ele a anseia. Mas essa figura humana, do amor de um casal de noivos, está muito aquém da realidade do amor do Senhor.

Mais adiante, o noivo diz:

“Desvia de mim os teus olhos, porque eles me dominam” (cp. 6:5).

Tivéssemos mais consciência do que significamos para Ele!

Dificilmente nos atrevemos a reivindicar para nós esta afirmação, contudo é assim.

 

“Fica comigo, não temas, porque quem procurar a minha morte também procurará a tua, pois estarás salvo comigo.”

(1 Samuel 22:23)

W. M.

Leave a Comment